Pedestres aprovam intervenção temporária do Caminhar Pinheiros, diz pesquisa

 em Uncategorized

Pesquisa coordenada pela Iniciativa Bloomberg para a Segurança Global no Trânsito, com o apoio da 99, sobre o projeto Caminhar Pinheiros indicou que a intervenção temporária implementada na Rua dos Pinheiros, entre a Rua Joaquim Antunes e a Rua Cônego Eugênio Leite, teve a aprovação da maioria dos pedestres entrevistados na região. Entre as pessoas consultadas, 88,3% gostaria que a intervenção se tornasse permanente, ante 11,7% contrários.

 

A pesquisa foi realizada em duas fases: dias antes do início da intervenção e depois da implementação temporária, que começou em 5 de novembro. Os dados foram coletados em dois horários, no almoço e  durante a tarde. Dentre os entrevistados durante a intervenção, 40% mora no bairro, 50% trabalha ou estuda na região e 30% estava apenas de passagem. Dos moradores consultados, 80% é a favor de sua permanência.

 

“O diagnóstico inclui observações qualitativas de comportamento dos usuários da via e contagens por tempos curtos. Ele ajuda a apontar tendências das mudanças causadas pela intervenção”, afirma Hannah Machado, coordenadora de desenho urbano e mobilidade da Iniciativa Bloomberg.

 

Outro resultado da pesquisa é uma tendência progressiva de aumento no respeito dos motoristas aos pedestres na faixa de travessia. Por consequência, isso se refletiu na sensação de segurança do pedestre nas travessias: 53% dos entrevistados se sentiu mais seguro ou muito seguro com as mudanças de desenho urbano no trecho, ante 43% antes.

 

A pesquisa foi elaborada pela Iniciativa Bloomberg com base na metodologia desenvolvida pela Iniciativa de Desenho de Cidades da NACTO. A coleta de dados, realizada pela Metrópole 1:1, foi viabilizada pela 99.

Veja o resumo do diagnóstico:

pesquisa-caminhar-pinheiros-ficha-resumo-atualizada

Postagens Recentes

Deixe um Comentário